domingo, 7 de julho de 2013

10 Episódios de Supernatural que são Nomes de Músicas, Comentários filme Faroeste Caboclo e Grimm 2.13 e 2.14

Olá pessoas!

Essa semana não teve Saint Seiya Omega de novo. Motivo? Não sei. Daqui a pouco está com mais hiatus que Supernatural em final de temporada.
Mas, temos o post especial do mês com alguma listagem diferente. E desta vez vamos falar novamente de músicas. Músicas de Supernatural. Quer dizer... Não exatamente sobre as músicas. Quero dizer... Sobre os episódios.
Mas, afinal, é música ou episódio?
Na real? São os dois inter-relacionados. Como assim? Vai dizer que você nunca reparou que alguns episódios são nomes de músicas? São sobre eles que vamos falar.


10 Episódios de Supernatural que são Nomes de Músicas 

15 Músicas Mais Marcantes de Supernatural

#10 Casas do Sagrado

Nome da Música/Título: Houses Of The Holy
Número do episódio: 2.13
Cantor/Banda: Led Zeppelin


Como é o episódio? Sam e Dean investigam os assassinatos de várias pessoas por indivíduos que afirmam terem sido visitados por um anjo e realizavam a vontade de Deus. Depois de pesquisar sobre as pessoas assassinadas, Sam e Dean descobrem que foram realmente culpados de crimes secretos, Sam começa a acreditar em que anjo realmente existe, mas Dean mantém firme sobre o fato de um demônio está por trás das mortes. Até que eles veem uma coisa que nem eles podem explicar. 

E o que a música tem a ver com o episódio? Nada! A música até é "poética demais" e não dá para dar um sentido mais literal aos seus versos. Mas, em nenhum momento fala em anjos fazendo justiça.


#9 Sonhe Comigo

Nome da música/Título: Dream A Little Dream Of Me
Número do episódio: 3.10
Cantor/Banda: The Mamas and the Papas


Como é o episódio? Bobby está preso no que parece ser um pesadelo eterno, e os Winchester têm de recorrer a um método para tirá-lo do coma antes que morra. Eles pedem ajuda a Bela e entram nos sonhos para salvá-lo, mas Dean terá que enfrentar seus maiores medos.

E o que a música tem a ver com o episódio? Se pegar a cena específica do Sam com a Bela, até teria a ver. Mas, num episódio que faz referência a Freddy Krueger, é meio difícil achar alguma afinidade.


#8 Simpatia Pelo Diabo

Nome da música/Título: Sympathy For The Devil
Número do episódio: 5.01
Cantor/Banda: The Rolling Stones [Original, 1968] e Guns N' Roses [1994, mais conhecida].


Como é o episódio? Com a abertura do portal, libertando Lúcifer, Dean e Sam decidem tratar essa tarefa como uma simples caçada, a única diferença é que eles vão caçar o diabo. Os arcanjos aparecem para cobrar de Dean o juramento que fez de se entregar completamente aos serviços dos céus. Nesse episódio é citado o arcanjo Miguel e sua espada que poderia matar Lúcifer. Os irmãos pensam que a espada é um objeto comum e começam a procurá-la, sem saber que estão enganados.

E o que a música tem a ver com o episódio? Tudo! Apesar de não tocar no episódio, a música descreve o que seria Lúcifer num primeiro momento, dentro da série, principalmente o refrão: 
"Prazer em conhecê-lo
Espero que adivinhe meu nome
Mas o que está te intrigando
É a natureza de meu jogo"

Versão do The Rolling Stones

Versão do Guns N' Roses

#7 Sempre a Mesma Canção

Nome da música/Título: The Song Remains The Same
Número do episódio: 5.13
Cantor/Banda: Led Zeppelin


Como é o episódio? Anna reaparece após ter sido aprisionada no céu, dizendo que conseguiu escapar. Castiel não acredita e pede a ela que fique longe dos irmãos. Anna faz uma viagem de volta ao passado. Dean, Sam e Castiel também voltam ao passado, para proteger a vida de Mary e John, e fazer com que a existência da família Winchester não desapareça.

E o que a música tem a ver com o episódio? Nada! Digamos que "Na luz do Sol da Califórnia, na doce chuva de Calcutá" não combina com um anjo assassino de bebês que nem foram gerados.


#6 Dois Minutos para a Meia-Noite

Nome da música/Título: Two Minutes To Midnight
Número do episódio: 5.21
Cantor/Banda: Iron Maiden


Como é o episódio? Sam e Dean confrontam Peste, mas ele libera uma doença mortal neles e Castiel tem que intervir. O Demônio Crowley lhes dá a localização da Morte (Julian Richings). Dean tem uma encontro com a Morte, para conversar sobre Lúcifer, e uma aliança impura é formada.

E o que a música tem a ver com o episódio? A música fala em morte, guerra, violência. Temos os Cavaleiros do Apocalipse. Pode ser que indiretamente a música faz sentido, mas muito indiretamente.


#5 Como Uma Virgem

Nome da música/Título: Like a Virgin
Número do episódio: 6.12
Cantor/Banda: Madonna


Como é o episódio? Sam volta a ser quem era, pois tem de novo sua alma. Mas quando Dean percebe que Sam não se lembra de nada, ele decide não contar nada que ocorreu. Os dois entram num caso que as garotas virgens de uma cidade estão sendo sequestradas por um dragão com asas gigantes, escamas e um ninho para manter suas presas. Agora é tarefa dos irmãos Winchester salvar as donzelas em perigo.

E o que a música tem a ver com o episódio? Nada. Aqui acredito que foi mais coincidência do que referência. Se bem que nada é coincidência em Supernatural. Mas mesmo assim, nem Madonna nem muito menos a música têm a ver com o episódio.


#4 Meu Coração Vai Seguir

Nome da música/Título: My Heart Will Go On
Número do episódio: 6.17
Cantor/Banda: Celine Dion


Como é o episódio? Depois que Balthazar (ator convidado Sebastian Roché) muda a história e não afunda o Titanic, “Fate/Destino” (atriz convidada Katie Walder) intervém e começa a matar os descendentes daqueles que teriam morrido a bordo do navio. Castiel diz a Sam e Dean que “Fate/Destino” está muito chateada com os dois e a única maneira de eles permanecerem vivos é matá-la.

E o que a música tem a ver com o episódio? Para começar, a música é o pivô da bagunça que Balthazar fez no episódio. Só porque o cara não gostava da música ele resolve desafundar o Titanic, vê se pode? E temos um trechinho dessa música numa das cenas finais do episódio.


#3 O Tempo Além do Tempo 

Nome da música/Título: Time After Time
Número do episódio: 7.12
Cantor/Banda: Cyndi Lauper



Como é o episódio? Sam e Dean esbarram com o Deus do Tempo (Ator Convidado Jason Dohring), que manda Dean de volta a 1944, onde ele é imediatamente detido por ninguém menos que o primeiro e único Eliot Ness (Ator Convidado Nicholas Lea). Enquanto tenta descobrir como recuperar seu irmão, Sam está surpreso com o reaparecimento de uma velha amiga.

E o que a música tem a ver com o episódio? Aqui temos mais uma "coincidência" Supernatural. Afinal de contas, em que Cyndi Lauper poderia ter a ver com Eliot Ness?


#2 Enquanto o Tempo Passa

Nome da música/Título: As Time Goes By
Número do episódio: 8.12
Cantor/Banda: Frank Sinatra


Como é o episódio? Sam (Jared Padalecki) e Dean (Jensen Ackles) são surpreendidos quando um homem que afirma ser Henry Winchester (ator convidado Gil McKinney), seu avô, repentinamente aparece em seu quarto de hotel perguntando se eles sabem como ele pode encontrar John Winchester. Henry viajou no tempo para parar um demônio chamado Abbadon (atriz convidada Alaina Huffman) e estava procurando pela ajuda de John. Através de Henry, Sam e Dean aprendem mais sobre seu pai e a sua linhagem Winchester.

E o que a música tem a ver com o episódio? Ou muito me falha a memória [Sim! A idade anda chegando] ou Dean faz referência ao filme Casablanca, cuja trilha é essa música. Mas, temos essa música também tocando ao final do episódio. 


#1 Adeus Estranho

Nome da música/Título: Goodbye Stranger
Número do episódio: 8.17
Cantor/Banda: Supertramp


Como é o episódio? Castiel (Misha Collins) reaparece na vida de Sam (Jared Padalecki) e Dean (Jensen Ackles) e conta a eles que Crowley (ator convidado Mark Sheppard) soltou vários demônios em uma cidade pequena. Os demônios estão procurando pela Cripta de Lúcifer, que detém um recurso valioso, mas Castiel mente para Sam e Dean sobre o que é. Enquanto interrogam um demônio, os três descobrem que Crowley tem torturado Meg (atriz convidada Rachel Miner), que sabe a exata localização da cripta. Sam e Meg lutam para manter Crowley fora de jogo enquanto Dean e Castiel vão à busca da cripta.

E o que a música tem a ver com o episódio? Bem, é o reencontro do "aprendiz do cara da pizza". Pena que o affair não vingou. E, levando ao fato de que Meg morre nesse episódio, temos alguns versos bem interessantes:

"Adeus estranho, foi muito agradável
Espero que você encontre o paraíso
Conforme o seu ponto de vista
Espero que seus sonhos tornem-se reais"

Preciso dizer mais alguma coisa?


Olhei ao filme Faroeste Caboclo. E Renato Russo deve estar se remoendo dentro do túmulo após este filme. Quem pensa que vai ver a música do Legião Urbana no filme, se engana feio. Tirando os personagens João de Santo Cristo, Maria Lúcia, Pablo e Jeremias e alguns versos, o filme em nada se parece com a música de mais de nove minutos da banda. E olha que a música é bem detalhista. Até um analfabeto funcional consegue imaginar determinadas cenas. Realmente é decepcionante. 


GRIMM

2.13 THE FACE OFF [MOSTRANDO A CARA]

O que eu mais gostei é que agora Nick sabe que Renard é um Wesen. E sabe que ele é da realeza. Ou, pseudo-realeza. Que é uma mistura de Hexenbiest com outra coisa que ninguém identificou. Aliás, ninguém ainda sabe que tipo de criatura Wesen é a realeza. 
Renard e Juliette participam do ritual para "acabar com a obsessão" dos dois. Nick também faz o ritual de pureza, o mesmo do Renard. 
Renard também rouba a chave para dar uma olhada e a devolve para Nick. Pede que não a deixe cair nas mãos de Adalind e sugere uma trégua. Não sei qual é a moral do Renard, eu não acho ele tão santo assim.
Rosalee retorna e para a surpresa de Monroe, que a esperava com um buquê de flores, ela o recebe com um beijo. E ele todo tímido e atrapalhado. Só o Monroe mesmo!
E no resumir da história, adivinha quem engravidou do Renard? Não! Não foi a Juliette [coitado do Nick não é? Já passa perrengue o suficiente]. Ninguém mais que Adalind. E agora? Que tipo de criatura sai daí?

2.14 NATURAL BORN WESEN [NASCIDO CRIATURA]

Bem, Nick faz a parte dele no ritual. Então Monroe pega um pouco do sangue do Grimm e com outros ingredientes, Rosalee termina a poção, divide-a ao meio e dá metade para Renard e a outra metade para Juliette. Ambos tomam e nada acontece. 
Juliette volta para casa e começa a ter alucinações.
Assim... O sangue de um Grimm transforma um Wesen numa pessoa comum, como aconteceu com Adalind. Não era para ter o mesmo efeito no Renard? Ou as gotinhas não eram suficientes? Ou ele precisava estar transformado para ele deixar de ser criatura? Alguém me explica essa parte? Thanks!
Além disso temos três bandidos que assaltam bancos com os rosto transformado para todos verem. Descobrimos que dentro do mundo Wesen existe um código de conduta que todos os Wesens não podem sair por aí mostrando suas verdadeiras faces para todo o mundo, pois podem correr risco de vida também.
Rosalee liga para alguém superior do Conselho dos Wesens e este manda matar os "infratores" assim que Nick e Hank os prendem.

Pelegrino anda quieto agora. Dormindo, passeando no vizinho, mas, pelo menos, parou de ficar brigando por aí. 

Era isso pessoas! Fiquem com mais uma frase de Supernatural.

Até a próxima!

o/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...